Blog

"O COVID-19 aos olhos da pequenada"

covid 19 4985553 1920

 

Em dezembro de 2020, no âmbito da atividade “Historinha!” da Biblioteca Escolar, os alunos do 4.º Ano da EB1 N.º2 do Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas ouviram a leitura do livro A Caixa das Preocupações, escrito por Suzanne Chiew e ilustrado por Sean Julian (Editora Minutos de Leitura). Motivados por esta história, a Biblioteca desafiou-os a escreverem sobre a pandemia COVID-19, e o resultado foi este.

 

Eu gosto muito do ano de 2020 mas preferia que não houvesse o COVID-19.

Este vírus é muito forte e consegue matar muitas pessoas em duas semanas.

A minha época favorita é o Natal e já se está aproximando, mas eu acho que não vou receber muitas prendas. Mas as prendas não são o mais importante, o mais importante do Natal é passar tempo com a família.

No futuro não quero que haja o COVID-19, porque assim não posso ir a casa dos meus amigos e divertir-me. AR

 

Nesta época, estou a sentir-me muito triste, porque o COVID-19 está a afetar muitas pessoas.

É muito chato usar máscaras.

Eu agora não posso organizar festas, não posso ir para o restaurante do meu pai, tenho sempre de ficar em casa.

Eu gostava que, no futuro, o COVID-19 acabasse e nós pudéssemos ir ao restaurante e fazer festas com as minhas amigas e com a minha família. AA

 

Este ano apareceu um vírus chamado COVID-19 ou Coronavírus.

Ele tem matado muitas pessoas no mundo inteiro. Agora é obrigatório o uso de máscaras (mas não são aquelas de Carnaval, muito coloridas) e também se aplicam muitas regras de segurança: manter distanciamento social, desinfetar as mãos muitas vezes ao dia, etc.

Eu gostava que o COVID-19 acabasse para voltar tudo ao normal, porque agora já não posso estar com muita gente, temos de usar máscara (o meu pai até diz que a máscara faz mal à respiração), etc. Há muitas coisas que não podemos fazer, aliás o cheiro do álcool-gel por vezes é horrível.

Eu não gosto do COVID-19, porque está a matar muita gente. Um dia, se calhar, também poderá matar aqueles de quem gostamos.

Eu adorava quando o COVID-19 não existia porque podia ir à biblioteca ler e requisitar livros. Este ano não vou poder passar o Natal no Alentejo, não vamos poder festejar a passagem de ano para 2021, e estas são as minhas épocas favoritas.

Resumindo, eu não gosto do COVID-19. AO

 

Estamos mal. Apareceu uma doença chamada COVID-19, que está a matar muita gente e é muito perigosa.

Eu sinto-me mal, isto é horrível!

Nós não podemos ir a casa dos nossos amigos.

Nós já ficámos de quarentena e foi muito chato, porque não podíamos sair de casa nem para irmos a casa dos nossos amigos.

Agora temos de desinfetar e lavar muito bem as mãos e é muito importante mantermos uma distância segura das outras pessoas. Também temos de usar máscara nas lojas e noutros locais de comércio.

O Natal já está quase a chegar e vai ser diferente, este ano, porque temos o COVID-19. CC

 

Este ano não tem corrido nada bem, porque chegou ao planeta Terra uma coisa chamada Coronavírus, que só faz mal às pessoas.

As pessoas têm de utilizar máscara ou viseira, não podem ir muitas vezes à rua, praticamente não podem fazer nada.

Eu acho que o COVID-19 não presta, só mata as pessoas e faz muitos casos. Nem sei quantos casos há!

Especialmente, eu não posso ir à praia, não posso ir a casa das minhas amigas…

Ainda por cima está a aproximar-se o Natal, os meus anos e até a passagem de ano.

Eu até tenho saudades da minha família, dos amigos e amigas.

O COVID-19 é inimigo e só faz mal às pessoas! CM

 

Vou falar sobre uma doença que invadiu Portugal e outros países, a doença chama-se COVID-19 e é mais conhecida por Coronavírus.

Para mim, foi a pior coisa que veio ao mundo. Eu não gosto nada do COVID-19, porque quando começou tive de ficar em quarentena. Não foi nada agradável! Nunca mais vi os meus colegas, deixei de poder fazer as coisas que gostava de fazer, como brincar com os meus primos e amigos, e foi muito chato estar sempre com a máscara e sempre que ia a algum lugar tinha de pôr álcool-gel.

Quando regressei à escola fiquei muito feliz por ver os meus colegas e professores.

Eu desejo que o COVID-19 acabe logo para eu e as outras pessoas sermos livres e voltar a ver a minha família que está longe. Foi isto que vos quis contar.

Cuidem-se e protejam-se, porque o COVID-19 não está para brincadeiras! FG

 

Eu sinto-me mal, porque não posso ir a casa dos amigos, não podemos ficar perto e temos de usar máscara, o que é sufocante. Além disso, tenho de desinfetar as mãos com o gel de cheiro horrível, preciso de estar a uma distância de outra pessoa, mais ou menos, de um metro.

E o pior é que morrem muitas pessoas no mundo inteiro, porque o COVID-19 é muito forte. Só há uma coisa para o derrotar, a vacina, que praticamente é muito difícil de conseguir. E imaginem, o mundo inteiro anda a tratar disso.

Isto é o que eu sinto por causa do maldito COVID-19 que nos mata a todos! GC

 

Este ano está a ser estranho, não só o COVID-19 como a minha vida.

Eu sinto-me confuso e não consigo reagir a isto.

As minhas emoções estão baralhadas.

Eu acho que vamos ultrapassar isto e vou voltar a estar calmo e tranquilo. Vai tudo correr bem, eu tenho esperança! GG

 

Nesta época estamos com um vírus que se chama COVID-19.

Este vírus está a matar e a afetar muitas pessoas, eu fico muito triste com isso.

Este ano nós temos de usar máscara e também pôr álcool em gel.

As pessoas também ficam muito tristes.

Eu queria que o COVID-19 acabasse. Eu queria visitar a minha família mas não podemos. IA

 

Estamos a viver mal.

Eu não ando de bicicleta com os meus primos, nem jogo à bola.

Estou triste! Não jogo à apanhada com os meus primos…

Não vou à biblioteca.

Não vou à hamburgueria.

Tenho de ficar em casa. IP

 

Eu acho que se não houvesse Corona eu estava muito bem.

A partir do momento que o Corona chegou, eu pensei que era algo muito bom para a Terra, mas quando começou a haver mortes por causa disso, eu pensei que isto não é nada bom.

Deixámos de ver os colegas e começou a haver aulas por videochamada e eu não gostei.

Alguns momentos foram bons, porque podia jogar no telemóvel e muitas mais coisas, ir à piscina de vez em quando.

Eu sinto-me triste com esta doença!

Agora o Natal vem aí e depois o Ano Novo.

Este ano novo que vamos ter, o ano 2021, pode ser que seja melhor para todos. JC

 

Esta época é muito difícil, como toda a gente sabe. Devemos usar sempre máscara.

É muito chato para mim porque queria ir a casa dos meus amigos, mas não posso por causa do COVID-19.

Também é chato ficar agora sempre em casa, no sábado e no domingo.

Eu queria muitas coisas e não posso fazer por causa do COVID-19.

Eu não gosto nada de ficar sempre em casa.

Depois começaram a morrer pessoas e é muito triste e difícil para as pessoas.

Agora vamos ver se isto passa ou não, o COVID-19. LG

 

Eu não gosto do COVID-19.

Antes, quando não havia COVID-19, eu conseguia ver o sorriso dos meus amigos, mas agora alguns usam máscara.

Eu não gosto do COVID-19, porque morrem muitas pessoas ou ficam doentes.

Algumas pessoas não usam máscara, porque não respeitam as regras.

Eu espero que tudo volte ao normal, para abraçar os meus amigos e as minhas amigas. LN

 

Estamos todos mal, porque há o vírus chamado COVID-19.

Em março, fomos todos para casa e ficámos com aulas da telescola. Passados uns meses, voltámos para a escola e eu gostei de ver todos os meus amigos e professores.

No tempo que fiquei em casa, estava bem e calmo.

Estou feliz por voltar a ver os meus amigos, mas temos de pôr o desinfetante.

Agora nós vamos estar todos bem. LV

 

O COVID-19 é uma doença muito forte.

O COVID-19 infeta muitas pessoas e causa mortes.

Eu estou muito farto dessa doença, porque quando vou a sítios tenho de usar máscara.

Ele anda pelo mundo inteiro a espalhar casos de COVID-19.

Eu gostava que passasse o COVID-19, quero deixar de pôr álcool-gel.

Eu gostava de ir à França, porque queria ver o meu pai e fico triste por não poder ir.

Agora tenho de ficar um metro desviado das pessoas. E não podemos dar abraços, e também não podemos emprestar coisas aos colegas.

O COVID-19 enfia-se nos olhos, boca e nariz.

Por fim, o COVID-19 é horrível, e não podemos ir a vários sítios. E não podemos fazer algumas brincadeiras.

Eu espero que a minha família fique segura. LA

 

O COVID-19 é uma doença irresistível que apareceu na China, por conta de um morcego que adoeceu. Como os chineses comem morcegos, macacos, gatos… acabaram por comer o morcego que adoeceu.

Agora respiramos dióxido de carbono a toda a hora, por causa da máscara.

Não podemos conviver com os amigos, ir a festas de aniversário, dar abraços e estamos com vontade de viajar para ver a família de longe.

Está se aproximando o Natal e nós não podemos estar com a família.

Eu sinto-me mais ou menos, porque em casa invento coisas giras para fazer! MIG

 

Agora que estamos no tempo de COVID-19, estou triste, porque não podemos estar juntos quando brincamos, ficam os idosos infetados, as pessoas novas e também morrem muitas pessoas.

Ainda bem que não houve nenhum amigo meu infetado na escola, porque depois tínhamos de ficar fechados no quarto e ir fazer o teste do COVID-19.

Também não gosto de ficar fechado, trancado no quarto, porque assim não aprendemos nada e é chato usar máscara.

Não gosto do COVID-19 por outras coisas: não podemos ir a casa dos amigos, não podemos fazer a festa do pijama, não podemos celebrar o Natal com a família toda, com os primos, os avós, as tias, e também não podemos celebrar a Páscoa. MC

 

O COVID-19, quando chegou, estragou tudo.

Temos de ficar em casa e não podemos sair muitas vezes.

Eu estou muito triste, agora não podemos dar abraços, brincar muito juntos e ir a festas de aniversário.

O Natal este ano vai ser diferente.

Na escola, temos que desinfetar as mãos quando saímos da sala e quando entramos.

Em quase todos os sítios temos de usar máscara e é muito mau.

Eu odeio o COVID-19, é muito mau! Isto é o que eu sinto.

Eu também queria que acabasse o COVID-19. NR

 

Eu odeio o COVID-19! Não posso ver a minha avó e o meu avô. Eu não gosto disto.

Ele é mau e mata tantas pessoas.

E isso deixa-me triste, muito, mesmo muito triste, e estas máscaras também. O COVID-19 é mesmo mau e as máscaras não ajudam nada, respiramos dióxido de carbono e algumas pessoas ficam com impurezas nos pulmões.

Mas o ano não foi assim tão mau, porque a minha mãe ficou grávida e isso faz-me sentir um pouco mais feliz.

Mas gostava que a doença acabasse. SM

 

Eu não estou a gostar deste ano de 2020, porque o COVID-19 não deixa fazer nada.

Não podemos viajar para longe de São Brás de Alportel.

Antes eu podia jogar futebol com os meus amigos, agora já não posso jogar futebol com os meus amigos.

Também já não posso ir aos treinos do futebol, por causa do COVID-19.

E também já não posso ir ao estádio ver o Benfica.

Eu gostava que o COVID-19 acabasse. SV

 

Este ano existe uma doença que se chama Coronavírus e é um obstáculo que vamos conseguir combater e vencer.

Este ano não podemos dar abraços e nem muito carinho, nem beijos.

Eu sinto-me bem, apesar disto. A minha família, graças a Deus, tem emprego e consegue dar-me comida todos os dias.

Eu não posso, na maioria dos dias, ir a casa dos meus amigos por causa da pandemia.

Eu desejava que acabasse o COVID-19.

Eu espero que o Natal seja bom e que possamos receber muitos presentes e também dar presentes. SS

 

Não gosto do COVID-19! É uma doença muito má!

Não posso brincar no parque e não posso ver a minha família. É muito triste!

Já estou habituada a respirar com máscara.

Estão a morrer muitas pessoas.

Já não posso ir a casa dos meus amigos.

Eu sinto-me muito triste. Se pudesse ver ao menos a minha família! Mas eu sou forte, eu vou superar esta doença, eu sei que consigo.

Eu quero que o COVID-19 acabe de vez, a sério mesmo. Eu sei que isto vai acabar e vai ser tudo diferente. SG

"Lenços de Amor"

2020 02 18 15.40.29

(Re)visite a exposição "Lenços de Amor": lenços dos namorados bordados pelas participantes no projeto "Linhas & Letras", da Biblioteca Municipal Dr. Estanco Louro, inspirados nos desenhos dos alunos e famílias da turma do 4.º Ano da Escola Básica 1 N.º3, sob a orientação da Prof. Elisabete Brito, no ano letivo 2018/2019.

 

Concurso Literário "A mais bela carta de amor" 2021

A mais bela carta de amor 2021 cartaz 

MÊS ROMÂNTICO 2021

 NORMAS DO CONCURSO

“A MAIS BELA CARTA DE AMOR”– 2021

  

PREÂMBULO

O Concurso “A mais bela carta de amor” é uma iniciativa da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, lançada em 2010, para dar continuidade às anteriores iniciativas dinamizadas pela Biblioteca Municipal Dr. Estanco Louro, para incentivar a prática da escrita.

Em 2021, a Câmara Municipal, com a colaboração da Junta de Freguesia e da Biblioteca Municipal, reedita esta iniciativa, no âmbito do programa comemorativo “Mês Romântico 2021”, que se realiza no decurso do mês de fevereiro, evocando as tradições seculares de São Valentim.

Este concurso é constituído por duas categorias: Juvenil (dirigida a jovens entre os 15 e os 20 anos) e Adulto (dirigida a adultos maiores de 20 anos).

O concurso rege-se pelas seguintes normas:

I. DA ORGANIZAÇÃO

1. O Concurso “A mais bela carta de amor” é uma organização da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, sob coordenação da Biblioteca Municipal, com a colaboração da Junta de Freguesia de São Brás de Alportel.

II. DOS OBJETIVOS

O Concurso “A mais bela carta de amor” tem por objetivos:

  • Celebrar o Mês Romântico, em evocação de São Valentim;
  • Valorizar as manifestações de amor;
  • Recuperar a tradição da escrita de cartas de amor;
  • Incentivar à prática da escrita criativa, nomeadamente junto da população juvenil do concelho;
  • Proporcionar à população do concelho uma aliciante atividade de tempos

III. DA PARTICIPAÇÃO

Podem participar neste concurso todos(as) os/as são-brasenses, entre os 15 e os 20 anos, na categoria juvenil, e maiores de 20 anos, na categoria adulto.

IV. DA APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS

 V. DO JÚRI

  • Os trabalhos apresentados serão avaliados por um júri composto por 5 elementos: um elemento representante da Câmara Municipal, um elemento representante da Junta de Freguesia, um elemento representante da Biblioteca Municipal e dois elementos da comunidade, preferencialmente professores do Agrupamento de Escolas José Belchior
  • O júri fará a avaliação dos trabalhos, tendo por base os seguintes critérios fundamentais:
    • Originalidade;
    • Criatividade;
    • Correção da linguagem.

VI. DOS PRÉMIOS

  • Ao autor do trabalho apurado em cada categoria como “A mais bela carta de amor” será atribuído 1 prémio único, composto por:
    • 1 Jantar, em regime de entrega ao domicílio, para 2 pessoas, mediante um restaurante local;
  • Em caso de empate, poderão serão atribuídos 2 prémios aos vencedores ex aequo;
  • O júri poderá ainda atribuir menções honrosas a trabalhos que mereçam ser destacados, atendendo aos critérios acima descritos, aos quais serão entregues diversos prémios.

VII. DA APRESENTAÇÃO E DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS

  • O resultado do concurso será anunciado no dia 14 de fevereiro, no âmbito do evento “Trovas e Serenatas de Amor #em casa”, realizado em formato online, a transmitir nas redes sociais do município, pelas 16:00h.
  • Os trabalhos serão publicados no site do município e nas redes sociais do município e da Biblioteca

VIII. DOS CASOS OMISSOS

Os casos omissos no presente regulamento serão apreciados e resolvidos pela organização desta iniciativa literária.

São Brás de Alportel, 1 de Fevereiro de 2021

 

 

 

 

 

Mês Internacional das Bibliotecas Escolares - Outubro de 2020

top mes BE 2020 04

Outubro é o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE), uma oportunidade para as bibliotecas escolares de todo o mundo darem a conhecer o trabalho que desenvolvem e mostrarem que não são apenas um serviço, mas um centro nevrálgico vital nas escolas. 

O tema do MIBE 2020, Descobrir caminhos para a saúde e o bem-estar com a biblioteca escolar, baseia-se no Objetivo do Desenvolvimento Sustentável número 3 da Agenda 2030 da ONU: Saúde de qualidade. Questão central na atualidade, o tema leva-nos a refletir sobre a relação entre o conhecimento e a construção de uma visão holística do ser humano no mundo.

A biblioteca escolar, assumindo a missão de servir a comunidade, é convidada a celebrar neste mês os caminhos que vai descobrindo para ajudar a promover a saúde e o bem-estar ocupacional, emocional, físico, espiritual, intelectual e social das crianças e jovens.No âmbito do MIBE, a International Association of School Libraries (IASL) lança os habituais projetos de troca de marcadores de livros entre escolas de diferentes países - com a opção de realizar estas trocas por correio ou virtualmente - e propõe algumas atividades a desenvolver.Diariamente são publicados do Instagram RBE os cartazes elaborados pelas bibliotecas para celebrar Rede de Bibliotecas Escolares. (Outubro de 2020).

 

Mês Internacional das Bibliotecas Escolares. Obtido de Rede de Bibliotecas Escolares: https://rbe.mec.pt/np4/2614.html

Concurso FCT - Nova Challenge

banner 2019 

No ano letivo transato, o clube de robótica, do Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas, no concurso FCT - Nova Challenge, obteve o prémio de melhor apresentação. O prémio atribuído foi um curso de 5 semanas, acerca de empreendedorismo, que decorreu no início do ano 2020 e teve a duração de 5 semanas. Na formação, participaram 6 alunos e 2 professores. No dia 26 de Julho, de 2020, a FCT enviou os certificados de participação, com as respetivas classificações obtidas no curso. Foi uma experiência única para professores e alunos, na qual participaram inúmeras personalidades conhecidas do mundo empresarial e, ainda, destaque para a colaboração do reitor da Universidade de Nova Iorque que prestou, a alunos e professores, uma visão interna do mercado Norte Americano.

Plano Nacional das Artes

106203382 2072117316264951 1812459684076445385 o

A biblioteca escolar, com o projeto, "Transmedia Storytelling - O teu futuro passa pela biblioteca escolar", integra o Plano Nacional das Artes e, para a sua consecução, conta com a colaboração do "Museu 0".

No passado dia 5 de Julho, tivemos a oportunidade de apresentar o projeto à Doutora Graça Fonseca, ministra da cultura, e o retorno foi bastante positivo, pelo que contamos com a colaboração do ministério para nos apoiar na consecução do projeto. Entretanto, em colaboração com o "Museu 0", temos vindo a preparar atividades e contamos com o apoio dos seus artistas residentes e da sua rede de contactos. Em breve, contamos ter uma formação em "Stop Motion", cujo conteúdo, gerado, integrará as atividades de Transmedia Storytelling.

Biblioteca escolar junta-se a movimento solidário

IMG 4752

As bibliotecas escolares, do Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas,  em colaboração com a Câmara Municipal de São Brás de Alportel,  responderam ao apelo das entidades de saúde e empresas locais onde, através de recursos humanos e impressoras 3D, com o apoio de #Makers locais e de ajudas financeiras, que permitiram a aquisição de equipamentos e de consumíveis, realizaram mais de 4500 viseiras. As impressoras, que foram entregues ao professor bibliotecário, após a pandemia, serão doadas às escolas e colocadas ao dispor dos alunos, para que estes, desde tenra idade, possam iniciar-se no mundo da impressão 3D.

Para terminar, deixamo-vos um vídeo, realizado pela agência Lusa, onde falam de algumas das ações realizadas, no âmbito do projeto.

Prémio Ilídio Pinho, 16.ª edição

CE 16edição00418

No dia 12 de Fevereiro, de 2020, os alunos do clube de robótica, coordenados pelo professor Vítor Gonçalves, venceram, mais uma vez, o primeiro prémio do V escalão do concurso "Ciência na Escola". A entrega do prémio foi efetuada pelo Engenheiro Ilídio Pinho e Doutor Tiago Brandão Rodrigues, ministro da educação. A salientar, ainda, que o clube de robótica encontra-se inserido nas atividades da biblioteca escolar.

Transmedia Storytelling - O teu futuro passa pela biblioteca escolar

Transmedia storytelling representa um processo, onde os elementos integrantes de uma ficção se dispersam, sistematicamente, por vários canais de entrega, com a finalidade de criar uma experiência de entretenimento unificada e coordenada.

Idealmente, cada meio faz sua própria contribuição única para o desdobramento da história.

(Jenkins, 2007)

No ano letivo transato, a nossa biblioteca escolar viu aprovada, pela Rede de Bibliotecas Escolares, uma candidatura "Ideias com mérito". O projeto, que foi a concurso, assenta na criação de narrativas com recurso a um novo processo, mais conhecido por "Transmedia Storytelling". 

Numa visão sucinta, temos os alunos e vários agentes educativos envolvidos no processo de construção dos artefactos, na criação, encenação e interpretação das histórias e, no fim, todas estas ações irão culminar numa atividade performativa para apresentar à comunidade educativa. Paralelamente, os restantes alunos integram o público que é estimulado para a leitura e para a utilização regular das bibliotecas do município. Neste projeto, para além de criarmos cenários de fantasia e de magia, o espectador tem um papel ativo na prossecução da narrativa, pelo que pretendemos quebrar o paradigma estabelecido, ao longo dos últimos anos, na “Hora do Conto”, onde temos o público num papel, maioritariamente, passivo e, apenas, se o contador de histórias assim o entender, com intervenções esporádicas. Conheça melhor o projecto, clicando aqui!

Acerca de nós

O portal da rede concelhia de bibliotecas aglutina, num espaço comum, os serviços e publicações electrónicas dos vários parceiros da rede. A partir deste portal, poderá conhecer melhor o nosso trabalho e aceder ao catálogo individual e coletivo de cada uma das bibliotecas.